terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Ser Angolana


A alegria não contida
A boa fé tão espontânea
A vida toda num sorriso
Que se festeja dia a dia

 
Ao som do semba dolente
Suor e dor da minha gente
Que não perde a alegria

 
É a cor, tradição e ritmo
Carregada de sentires

 
É o orgulho imenso de dizer
Faço parte desta terra
E com orgulho afirmar
Eu sou Angolana!
 

Ana Casanova

2 comentários:

  1. Ricardo, agradeço muito o facto de me teres escolhido para dar início a este novo ciclo de "poesias de amigos" no " Palavras Imprevistas". É mesmo um privilégio!
    Beijinhos e muito sucesso sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenhas gostado. Agora é para continuar... :) Beijinhos

      Eliminar