quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Para a minha mana querida

Para a minha mana escrevo
Estas palavras mínimas
Pois ela é na minha vida o relevo
Por aturar um irmão como eu

Ela está comigo nos momentos bons
E nos momentos menos bons
Se ela soubesse como a adoro
E como a admiro pelo carácter que nela adoro

Sei que ela vencerá
Na vida que Deus lhe destinou
Com audácia ela adorou
A vida que ela viverá

Se um dia te sentires só
Não te esqueças que estou do teu lado
Mesmo quando me tornar em pó
A teu lado ajudarei no teu fado

És uma mana sem igual
Uma pessoa excepcional
E na tua vida vencerás
Com a tua luta as adversidades encararás

Que mais posso eu querer
Do que ter a tua presença do meu lado
O nosso amor é para manter
Na sequência do nosso fado




Ricardo Emanuel Bragança Silveira
Forte da Casa, 6 de Setembro de 2005
Para a minha mana querida com muito amor, obrigado por existires e por estares sempre do meu lado

Sem comentários:

Enviar um comentário